Nos Cinemas

Velocidade Furiosa 6: Crítica

Publicado 23/05/2013

Velocidade Furiosa 6
Em ‘Velocidade Furiosa 6’, Vin Diesel, Dwayne Johnson, Paul Walker, Michelle Rodriguez, Tyrese, Ludacris e o resto do bando estão de volta com os seus velhos truques. Perseguições a alta velocidade, lutas sem quartel e locais exóticos fazem deste filme mais um capítulo de sucesso no que toca a conduzir a uma velocidade furiosa.

No início do filme somos novamente apresentados aos membros do bando do Dom Toretto (Vin Diesel) e recordados que eles agora são milionários a viverem à grande espalhados pelo globo. O único problema é que eles não podem voltar aos Estados Unidos sem irem para a prisão. Mas quando o seu arqui-inimigo do quinto filme, Hobbs (Dwayne Johnson), os encontra para pedir ajuda para capturar o líder (Luke Evans) de um bando criminoso internacional especializado em veículos de guerra, parece que o bando sempre poderá voltar para a solarenga Califórnia. E o melhor é que o Hobbs tem provas de que a Letty (Michelle Rodriguez), o amor da vida do Dom e supostamente morta em ‘Velocidade Furiosa’ (o quarto filme da série), afinal ainda está viva.

O realizador Justin Lin está de volta ao lugar do condutor e faz exactamente o que precisamos e esperamos que ele faça. Ele filma a uma velocidade fenomenal com explosões grandiosas e sequências de acção que desafiam as leis da Física. O enredo é absolutamente ridículo, a lógica improvável e o diálogo estranho, com as personagens sempre a mandar bocas. E adorámos cada minuto do filme! Desde as discussões entre o Tej (Ludacris) e o Roman (Tyrese), passando pelas lutas implacáveis da Riley (Gina Carano) e da Letty, pelo Rock finalmente encontrar um inimigo (Kim Kold) de tamanho igual ao dele com quem lutar, até ao Dom nunca mudar de tom ou dizer mais de dez palavras de uma vez, adorámos tudo. É provavelmente a melhor colecção de sempre de actores vindos de outras profissões.

A série ‘Velocidade Furiosa’ redefiniu o género dos filmes de carros e não vai acabar tão cedo. O número 7 já vem a caminho e até há uma referência a isso no final deste filme. Por isso, não saiam cedo demais... e depois juntem-se a nós numa ansiosa espera pelo que acreditamos que irá ser uma versão ‘Die Hard: A Vingança’ irmão gémeo maligno vinga-se de ‘Velocidade Furiosa’, que regressa à terra do ‘drifting’.

Mais críticas

  • Insidious: Chapter 2

    Insidious: Chapter 2

    Publicado 09/12/2013

    Preparem-se para um susto de morte com esta sequela sobrenatural com Patrick Wilson e Rose Byrne.